SourceForge muda de rumo

2001-10-20

Durante os últimos meses o ambiente de desenvolvimento SourceForge, que aloja muitos projectos de Software Livre, tem mudado a sua política. As características necessárias para exportar um projecto de SourceForge têm sido eliminadas. A implementação costumava ser exclusivamente Software Livre, mas agora está baseada em software não livre. Finalmente, VA Linux[1] tem acabado por tornar bastante explícita a sua tentativa de se apropriar do controlo exclusivo do trabalho dos seus colaboradores.

SourceForge tem feito muito de bom pela comunidade do Software Livre, mas agora dispõe-se a quebrar essa liberdade.

Fechando os utilizadores num mundo de software não livre

SourceForge trouxe para o Software Livre uma metodologia de desenvolvimento unificada e standard baseada em ferramentas modernas. Antes de SourceForge, as ditas ferramentas (notificação de bugs, cvs, web, suporte, foros, inquéritos, notícias, etc) estavam disponíveis de maneira individual, mas poucos programadores usavam muitas delas juntas, por terem que as configurar para trabalharem em forma conjunta. SourceForge combinou as ferramentas numa forma conveniente para programadores novatos e mais experimentados.

Devido à grande utilidade de SourceForge, muitos criadores de Software Livre têm optado por aceitar estas facilidades como algo essencial e não estariam dispostos a regressar ao seu antigo modelo de desenvolvimento. Infelizmente, isto implica que quando SourceForge virar na direcção errada, arrastará consigo muitos projectos de Software Livre.

A segunda coisa importante que fez SourceForge foi basear este ambiente de desenvolvimento exclusivamente em Software Livre. Assim, SourceForge não só proporcionou uma poderosa metodologia à comunidade do Software Livre, mas também demonstrou o que pode ser feito com Software Livre, fomentando o seu uso. E como o software especial de SourceForge era livre, qualquer pessoa tinha a possibilidade de implementar um site semelhante. O software de SourceForge tem estado disponível para os programadores em qualquer lugar do mundo. Os programadores da Índia, por exemplo, que tiverem limitações de largura de banda para aceder o site da SourceForge, poderiam beneficiar das mesmas facilidades nos seus próprios servidores.

Em Agosto do 2001, VA Linux inverteu a sua política, introduzindo software não livre no servidor de SourceForge. Num anúncio público (o original foi apagado do servidor de SourceForge após a publicação deste artigo), Larry Augustin (CEO da VA Linux) garante que os utilizadores de SourceForge.net não verão praticamente nenhuma mudança. Isto seria verdade se considerarmos unicamente o trabalho realizado no site web e a forma como é feito. Mas quando considerarmos as implicações, a situação é agora bastante diferente. Em vez de uma excelente colectânea de Software Livre, SourceForge é agora uma demo de software não livre. Existe o risco das várias centenas de pessoas registadas em sourceforge se tornarem progressivamente dependentes do site web da SourceForge, e das suas características implementadas em software proprietário.

Se for programador, continuará a usufruir da utilização do site da SourceForge, mas não terá a liberdade de copiar, modificar, estudar e distribuir o software utilizado nesse servidor; já não terá a liberdade de criar um site semelhante e de o adaptar às suas próprias necessidades. A última versão do software de SourceForge tem já um ano de antiguidade.

A mudança para o software não livre tem sido a culminação de uma série de passos orientados a fechar os utilizadores em SourceForge. Nunca tem havido um mecanismo para extrair projectos de SourceForge, em forma completa, mas foram feitos esforços nessa direcção -- este ano foram eliminados todos os frutos do dito esforço. Neste momento o único que pode ser extraído de um projecto é a sua árvore no CVS e os dados do ``tracker'' /export/sf_tracker_export.php. Poucas pessoas conhecem este último, devido a não estar documentado. A página de exportações explica como utilizar scripts que já não existem; a implementação de formas fáceis para extrair projectos foi abandonada. A comunidade de programadores está composta exclusivamente por empregados da VA Linux, e por uns poucos que foram proibidos de divulgar o código actual.

Os arquivos das listas de correio, um serviço de SourceForge, passou recentemente ao estado de sem manutenção. Serão substituídos por uma solução baseada em software não livre?

Apropriação do trabalho dos colaboradores

Eis o que me aconteceu imediatamente antes do anúncio de que SourceForge passaria a usar e desenvolver software não livre. Como o meu nome consta da lista de colaboradores (na listas de fontes e documentação) do software de SourceForge, recebi um pedido da VA Linux para lhes ceder o copyright do software. Não fiquei surpreendido nem chocado por esse pedido; muitos outros projectos de Software Livre pedem aos seus colaboradores a transferência do copyright das suas alterações à versão principal. A transferência do copyright para uma única entidade é uma forma de defender a licença GNU GPL numa forma mais eficiente, e eu estaria gostoso de contribuir dessa forma.

Mas quando li os pormenores do contrato de transferência de copyright, reparei com graves problemas. Foi-me pedido ceder o copyright do meu trabalho que ``seja, ou possa ser utilizado no futuro, na plataforma de desenvolvimento de software cooperativo da SourceForge''. A cedência não estava limitada à minha contribuição ao código de SourceForge, mas poderia incluir tudo o meu trabalho, passado e futuro, se chegasse a ser do interesse da SourceForge.

Eu também esperava que fosse feita uma promessa de que o meu trabalho seria libertado sob a licença GNU GPL, mas o texto de transferência de copyright não falava nada sobre Software Livre. VA Linux poderia distribuir o software que eu fizesse sob uma licença não livre. Mas não tinha certeza se deveria preocupar-me com isso, já que VA Linux nessa altura só usava e produzia Software Livre. Duas semanas mais tarde decidiram introduzir software não livre em SourceForge, colocando o assunto numa luz diferente.

Foi-me dito pela VA Linux que o texto tinha sido enviado unicamente para duas pessoas, com o objectivo de o melhorar. Tivemos uma longa discussão de dois meses. Pela minha parte, admiti que a discussão fosse uma tentativa de tornar o texto mais apropriado para a comunidade do Software Livre e, portanto, esforçei-me para lhe dar uma perspectiva mais construtiva. Finalmente, foi-me enviada a versão final, feita pelo departamento legal da VA Linux, a qual incluo aqui na sua totalidade (nota do tradutor: sem alteração do original em inglês):

SourceForge Copyright Assignment

Thank you for your interest in contributing software code to SourceForge.

In order for us to include the code in our product, we will need you to provide us with the rights to the code.

By signing this agreement, you, the undersigned, hereby assign to VA Linux all right, title and interest in and to the software code described below, and all copyright, patent, proprietary information, trade secret, and other intellectual property rights therein. You also agree to take all actions and sign all documents (such as copyright assignments or registrations) reasonably requested by VA Linux to evidence and record the above assignments.

Esta versão era ainda pior do que a primeira. ``Dar-nos-á controlo total; nós não prometemos nada''. Neste momento, apercebi-me que as minhas tentativas de esclarecer o texto de transferência de copyright tinham sido uma perda de tempo; VA Linux claramente não estava a pedir a transferência do copyright para poder reforçar a licença GNU GPL.

Fuja à armadilha

Está na hora das pessoas que apreciem a liberdade fugirem de SourceForge. Tornou-se numa armadilha da qual será cada vez mais difícil sair. No mundo inteiro estão a surgir plataformas de alojamento para desenvolvimento de software, baseadas em Software Livre. Pode implementar a sua própria plataforma, ou juntar-se ao desenvolvimento de alguma das que estão a serem desenvolvidas. Há alguns meses ajudei no lançamento de Savannah para o Projecto GNU, porque sentia a necessidade de uma plataforma mantida em forma cooperativa. Com amigos e colegas programadores, estamos a re-escrever e empacotar software de alojamento de desenvolvimento distribuído. A ideia é conseguir instalar e operar um site do estilo do SourceForge numas poucas horas. Savannah utilizará este software no fim do ano. Inicialmente, terá menos funcionalidades do que SourceForge, mas tem um futuro brilhante devido ao facto de estar baseado num esforço cooperativo de gente que partilha Software Livre.

SourceForge é ``free'' no sentido de gratuito mas não no sentido de livre, devido ao seu modelo de desenvolvimento. Foi um presente bastante caro e efémero para a comunidade do Software Livre. Poderíamos ficar magoados com VA Linux por uma prenda envenenada. Pelo contrário, acho que devemos agradecer. Deram-nos uma metodologia e ensinaram-nos que uma solução de alojamento para o desenvolvimento de software deve ser construída em forma cooperativa e distribuída, e não por uma pessoa só controlando tudo de cima para baixo. É claro que agora todos teremos que investir algum tempo em desenvolver e manter este tipo de soluções de alojamento. O tempo da ``cerveja grátis'' terminou e chegou a hora de ganhar a nossa liberdade.

Loïc Dachary

  1. O domínio SourceForge pertence à VA Linux, que é proprietária e fornece o seu hardware, paga pela ligação à rede e contrata o pessoal que mantém SourceForge. À VA Linux pertencem também a maior parte dos domínios OSDN, a maior concentração de Software Livre na mãos de uma única companhia.
$Date: 2009-02-16 08:59:04 +0100 (Mon, 16 Feb 2009) $ $Author: reinhard $