35619€ of 212000€

Your contribution really makes a difference! Support our work to help us promote software freedom and digital rights!

Esta tradução pode estar desactualizada, por alteração do texto original. Pedimos ajuda para a tradução desta e de outras páginas de fsfe.org, para que as pessoas possam ler a nossa mensagem nas suas próprias línguas.

Porque dar preferência ao Software Livre na escola?

Ainda que não propositadamente, os professores fazem com que os pais dos alunos comprem software com direitos, não-livre, ao fazerem uso de software dessa natureza na escola. Desta forma estão a contribuir para uma seleção académica de base económica, apesar de o Software Livre poder passar a ser usado em casa se usado na escola! O Software Livre é um software republicano:

É necessário dar aos alunos conhecimento efectivo, não apenas o "manual do utilizador" que acompanha o software não-livre. Consequentemente, os alunos devem ter acesso irrestrito ao código-fonte, a modificá-lo ou adaptá-lo às suas próprias necessidades e, assim, a melhorar as aplicações que usam ou desenvolvem.

O Software Livre é particularmente adequado e seguro para as comunicações, que são uma prioridade na escola para o acesso à Internet e ao e-mail... O Software Livre permite a manutenção por via remota, o que constitui uma necessidade nas grandes escolas, em termos de implantação. O Software Livre é imune aos vírus actuais.

A escola tem que se afastar do consumismo. As necessidades e os recursos da escola devem manter-se afastados das modas de cada momento e da publicidade a software. O Software Livre proporciona uma maior durabilidade do hardware, pois permite a utilização por mais tempo de computadores mais antigos (e baratos), em particular como terminais ou computadores "cliente". O Software Livre permite uma maior durabilidade do software porque não requer a compra das últimas versões dos programas para se obter uma (eventual) melhoria. As actualizações podem ser desenvolvidas a qualquer momento por qualquer pessoa com conhecimentos (eliminando-se, assim, a dependência relativamente aos produtores) e podem ser partilhadas com utilizadores de todo o mundo.

Tal como o conhecimento, o Software Livre é universal.

Na educação, os meios são mais limitados do que noutros sectores, porque são sempre poucos para a escala que a educação alcança. Além disso, é mais importante pagar a pessoas (por exemplo, na ajuda à concepção de projetos e na formação pessoal ou profissional) ou comprar equipamento adicional, do que pagar licenças de software.

A versão original deste texto foi escrita por Jean Peyratout.