Preâmbulo da Free Software Foundation Europe

Georg C. F. Greve <greve@gnu.org>

Ao entrarmos na era digital, na qual o espaço real e o espaço virtual irão ambos influenciar o desenvolvimento social, cultural e científico da humanidade, novos desafios se avizinham. Dar resposta a estes desafios é o objectivo a longo prazo da Free Software Foundation Europe.

A função principal da FSFE será a contribuição desinteressada para o progresso do Software Livre (em inglês, "Free Software"), bem como formular e disseminar as questões filosóficas e sociais que lhe estão associadas.

Tendo as suas raízes na Free Software Foundation fundada por Richard M. Stallman nos Estados Unidos da América, a FSFE irá unir esforços com a sua organização irmã para a prossecução dos objectivos que as unem. A FSF, organização sem fins lucrativos sediada nos EUA, dedica-se desde 1984 à divulgação e distribuição de software Livre, em particular do Sistema-GNU, um sistema operativo tipo Unix. Este sistema é conhecido principalmente por uma das suas variantes, GNU/Linux, que está a ser utilizado com sucesso em vários computadores desde 1993.

O termo "Software Livre" é a tradução do termo inglês "Free Software". O termo em inglês é ambíguo uma vez que a palavra "Free" tem dois significados; livre e grátis. Embora em português este problema não se coloque, é no entanto conveniente esclarecer que o conceito de Software Livre utilizado pela FSF Europe engloba as seguintes quatro liberdades:

Esta definição de Software Livre é inspirada no conceito da livre troca de conhecimentos e ideias que tradicionalmente se encontra na comunidade científica. O software, tal como o pensamento, é uma entidade imaterial que pode ser duplicada sem perdas. A sua partilha alimenta um processo evolutivo de desenvolvimento contínuo de ideias e de software.

Apenas o Software Livre permite a possibilidade de estudar e aperfeiçoar resultados científicos. Para os cientistas, este é o único tipo de software que corresponde aos ideais de uma ciência livre. O desenvolvimento do Software Livre contribui, portanto, para o desenvolvimento da ciência.

A disseminação de informação e a formação de opiniões, são cada vez mais efectuadas através de meios digitais. É reconhecida a importância que estes meios têm ao possibilitar uma participação mais directa do cidadão no processo democrático. Uma das actividades principais da FSFE será a formação de cidadãos nas tecnologias digitais, contribuindo assim para a consolidação da democracia.

O espaço digital ("ciber-espaço"), onde o software é o meio e a linguagem, possui um enorme potencial no desenvolvimento de todos os domínios de interesse espiritual e cultural da humanidade. Ao tornar este meio disponível e aberto a todos, o Software Livre garante a igualdade de oportunidades e a protecção da privacidade.

A sensibilização de todos os quadrantes da sociedade para os problemas relacionados com a era digital é um dos objectivos de longo prazo e uma característica crucial do trabalho da FSFE.

A FSFE tentará a aumentar a utilização de Software Livre nas escolas e universidades, de modo a complementar a educação tradicional no espaço real com a sensibilização para as características e problemas do espaço virtual.

O Software Livre garante resultados e processos de tomada de decisão transparentes nas ciências e na vida pública, assim como garante o direito do indivíduo ao livre desenvolvimento da sua personalidade e liberdade de opinião. É missão da FSFE levar o Software Livre a todas as áreas relacionadas com a vida pública e com os "direitos humanos à informação" dos cidadãos.