275€ of 212000€

Your contribution really makes a difference! Support our work to help us promote software freedom and digital rights!

Notícias

Okular KDE torna-se o primeiro programa de computador eco-certificado do mundo

em:

O visualizador de documentos Okular, KDE é o primeiro software reconhecido com a etiqueta ecológica Blue Angel. A FSFE congratula o reconhecimento que confirma os benefícios de usar e desenvolver Software Livre. Em conjunto com a iniciativa Reciclagem Android (Upcycling Android), lutámos pela liberdade dos utilizadores da UE nos próximos meses.

O Software Livre trás vários benefícios, aos utilizadores, relativos à liberdade, transparência, modularidade, controlo, entre outros. Além destes aspetos mais técnicos, o controlo sobre a tecnologia tem influência direta na nossa sociedade e democracia. Esta é a razão pela qual a FSFE é uma organização sem fins lucrativos cujo objetivo é dar às pessoas o controlo sobre a tecnologia.

Menos conhecidos são os benefícios do Software Livre para uma sociedade digital mais sustentável. Investigações recentes demonstram uma correlação positiva problemática entre o aumento da digitalização e o impacto nas emissões de gás efeito de estufa e alterações climáticas. Na sua maioria, as emissões de gases que contribuem para o efeito estufa provêm da produção e transporte de componentes de hardware, assim como da energia necessária para o seu funcionamento, partilha de dados e a connecção de todos os estes dispositivos à Internet.

Okular é o primeiro software a ser reconhecido com a etiqueta ecológica Blue Angel

Captura de tela de Okular onde figuram ilustrações de David Revoy
Captura de tela de Okular da KDE onde figuram ilustrações de David Revoy CC-BY-SA-4.0

A etiqueta ecológica foir desenvolvida pela Agência do Ambiente Alemã (Umweltbundesamt) para galardoar "Produtos de Software Eficientes a nível Energético e de Recursos". A Blue Angel é a etiqueta ambiental mais recente e a primeira a promover software eficiente a nível energético. Esta premeia software capaz de executar a mesma tarefa que outro software, usando o mesmo hardware, mas consumindo menos energia. O Okular da KDE é o primeiro produto de software de sempre a ser certificado com esta etiqueta e assim, Okular torna-se o primeiro programa de computador a possuir um certificado ecológico. A Blue Angel cerfificou o Okular pelos seus vários benefícios para o ambiente e saúde, em particular "poupança de recursos", "eficiência energética" e "transparência".

"A FSFE congratula a comunidade mundial de engenheiros de software, artistas, escritores, tradutores e criadores que juntos contribuiram para o sucesso da KDE.", diz Erik Albers, perito em Sustentabilidade Digital da FSFE. "A notícia que o Okular da KDE foi reconhecido, com a primeira etiqueta ecológica Blue Angel, irá ajudar na conscencialização para os benefícios que o Software Livre trás ao meio ambiente. Além disso, é mais uma razão para convencer os governos e as pessoas que o Software Livre é uma condição necessária para uma sociedade digital livre, justa e sustentável."

Adicionalmente, a KDE iniciou uma iniciativa denominada KDE Eco, o que indica que estarão a trabalhar para que mais Software Livre consiga o reconhecimento de eficiência energética nos próximos meses.

O Software Livre é crucial para prolongar a longevidade do hardware

A eficiência energética do Software Livre, a sua modularidade e outros aspetos ajudam a eliminar o grande problema da digitalização: a curta vida útil do hardware causada pela obsolescência do software. Esta obsolescência ocorre quando o fabricante de um dispositivo o descontinua, terminando assim o suporte ao software que é necessário para o seu bom funcionamento. Uma solução para este problema é substituir o software proprietário ou sistema operativo por Software Livre. Todos nós já ouvimos falar de portáteis e computadores fixos com hardware antigo que, segundo sistemas operativos proprietários, estão obsoletos mas funcionam e continuam a ter uma boa performance usando sistemas GNU/Linux. Isto apenas vem demonstrar que se pode matar dois coelhos com uma cajadada só: Podemos continuar a usar o nosso dispositivo por mais tempo e até com uma performance melhorada e adicionalmente ganhar liberdade.

Isto aplica-se não só a portáteis e computadores fixos como também a outros dispositivos, telemóveis por exemplo. A FSFE conscencializa e combate a obsolescência de software com a iniciativa recente, Reciclagem Android (Upcycling Android) . Esta é uma iniciativa que promove a extensão da longevidade de telemóveis recorrendo ao uso de Software Livre. Ao optarmos por utilizar o nosso telemóvel atual, em vez de comprar um novo, estámos a evitar a produção de novos dispositivos, o que contribui para o aumento do lixo eletrónico.

Screenshot from our Upcycling Android video showing Earth from space and people below where every third person has a (+1) over its head.
Captura de tela do video Reciclagem Android (Upcycling Android), que explica o problema do software obsoleto e como resolver usando Software Livre

Atividades da FSFE sobre Software Livre e sustentabilidade digital

Além da campanha de conscencialização, fazemos a nossa voz ser ouvida nas negociações das mudanças que irão ocorrer no ecodesing Europeu. Na Fundação Europeia para o Software Livre, aproveitámos esta oportunidade histórica para defender o direito universal de instalar e desinstalar qualquer sistema operativo e software de qualquer dispositivo. Enquanto isto não se torna uma realidade, ajudámos diretamente os utilizadores a instalar sistemas operativos de Software Livre oferecendo workshops em várias cidades. Por último, também fazemos parte do comité organizador da Bits & Bäume, a mais influente conferência Europeia sobre sustentabilidade digital e Software Livre que irá decorrer no outono deste ano.